Postagem em destaque

Nosso site!

  Ja conhece nosso  Site ? www.uterodepano.com.br.  Corre espiar lá você fica sabendo de nossa história, do que nossos clientes acham d...

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Pelo direito de amamentar livremente!!



E eu nunca pude imaginar minha vida materna de outra forma...
Quem ja sabe da minha história , conhece essa parte, quem não sabe, vai saber agora...

Quando pari Sophia(em um parto totalmente intervencionista e cruel) 10 anos atras, meu bico do seio era invertido..

Sai do hospital ouvindo de um pediatra que eu jamais poderia amamentar, pq se quisesse deveria ter feito a cirurgia antes de engravidar..

Durante todo o pré natal, ninguém falou comigo e eu nunca fui atras, pq sou mamífera e sempre achei que isso de amamentar fazia parte do pacote ser mãe: parir , amamentar, cuidar...

Cheguei em casa e ela gritava de fome.. peguei a bombinha de sucção e nem pensei , só fiz: tirei o bico do seio pra fora e na hora ela começou a mamar , foi a coisa mais emocionante da minha vida...



Eu estava ali, com dor, sangrando, mas nutria minha filha.. com todo o amor do mundo...

Passamos por momentos dificeis, mastite, dor, empedramento...

E aos 27 dias procurei o banco de leite para começar a doação... doei por 9 meses e me senti um pouco mãe de cada bebê que recebia meu leite, um pouco colo de cada mãe de uti.. me senti muito bem e realizada.



Um dia em uma festa rolou um papo sobre amamentação e em lágrimas uma mulher me abraçou e me agradeceu, pois a filha dela foi um bebê de uti que recebeu leite de doadoras como eu.. choramos todas.. e foi lindo.

Sophia foi amamentada em livre demanda e sempre que ela queria até 1 ano e 11 meses (por pura ignorancia minha.. tirei do peito a força, com métodos terriveis, dizendo que estava com dodoi..pensando que assim ela começaria a comer.. ledo engano, ela adoeceu, tivemos que fazer cirurgia de amigdalas.. enfim.. errei feio..)
 



E ai... anos depois eu e Eduardo decidimos ter outro bebê... E foi assim que começou nossa corrida atras 
de informações e lemos muito...




Celeste nasceu, mamou e virei doadora novamente...






Já fomos vitimas de preconceito quanto ao lugar de amamentar.. e lutamos juntos por esse direito, nosso direito!!


















Sempre que ela quiser, até o dia que ela quiser, onde ela quiser...




O peito é dela, o amor é nosso!!

Amamentar é quando o amor é tanto que liquefaz e vira leite!!









Nenhum comentário:

Postar um comentário