Postagem em destaque

Nosso site!

  Ja conhece nosso  Site ? www.uterodepano.com.br.  Corre espiar lá você fica sabendo de nossa história, do que nossos clientes acham d...

quarta-feira, 9 de março de 2016

Sobre o dia da mulher

Ontem , dia da mulher, presenteei a mulher mais importante da minha vida..e fui presenteada por ela..
Sophia cresceu me vendo crescer... me viu falar muitas vezes sobre feminismo, empoderamento, liberdade, sororidade, mas nunca havia ido a uma manifestação em prol disso tudo.
Como mãe tentante de acertos que sou, visto que eu erro e muito, passei dias falando sobre a mobilização que teria no dia 8 mas em nenhum momento eu disse que ela iria comigo, nunca a convidei para ir.. deixei que ela estivesse muito livre e decidisse por si o que fazer..
Ontem ela chegando da escola e eu pronta para sair, simplesmente disse:
-Amor, estou indo para a marcha, você quer ir comigo?
E ela prontamente respondeu:
-Claro!!
Entrou em casa, trocou de camisa e fomos...
Contive meu contentamento por todo o percurso, paramos no caminho comprei um lanche para saciar sua fome descompensada de pré adolescente e seguimos..
Chegamos e quem me conhece deve ter estranhado minha quietude nada comum..
Aqui peço desculpas aos amigos, mas eu estava em trabalho de parto.. estava trabalhando coisas em meu corpo e vendo as reações da minha cria..não é fácil ver filho crescer...
Sophia observava, sorria, conversamos sobre banalidades, ficava séria e assim seguimos durante a concentração... Eu falei pouco com as pessoas por ali, deixei de cumprimentar alguns e nem vou pedir desculpas, espero que me entendam, eu estava parindo...
Saimos em marcha e eu continuei observando ... ela estava tímida mas pensativa, dolorosa em alguns momentos...
Seguimos com nossas velas e lápides, gritos e luto com o grupo por uns 5 quarteirões e voltamos (já que temos uma pequenina em casa que demanda de teta e a noite a faz sentir muito sono..)
Ao nos despedir do grupo, voltavamos eu e ela pela rua sete .. de mãos dadas como sempre andamos e enfim perguntei:
-E ai, o que você achou, sentiu ?
-A mãe... achei bem legal, mas queria que o joão tivesse vindo..
-Mas você acha que essas marchas são...
-Acho que são necessárias, se ninguém falar, se mexer, se mobilizar as coisas nunca vão mudar...
-E você entendeu o motivo de quando falavam nomes de mulheres nós gritarmos presente?
-Ahan... estávamos representando cada uma daquelas mulheres...
-E quem eram as mulheres que representávamos?
-Aquelas que morreram, que estavam com os nomes nas lapides que carregamos e todas as outras..que foram mortas, maltratadas por maridos, namorados, pessoas que confiavam.. sei lá por serem mulheres...
Eu a abracei como mãe recém parida abraça a cria... com a certeza de que criar filhos é uma tarefa dolorosa demais... mas necessária nesse mundão louco em que estamos inseridos.
É por mim, por ela, por todas nós!!
Enquanto não existir união, seremos sozinhas, quando decidirmos caminhar juntas... jamais terá volta e enfim alcançaremos o que precisamos: empoderamento!!
Foi o melhor presente que eu poderia ter recebido, caminhar ao lado do meu maior motivo de luta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário